Pesquisa personalizada

sábado, outubro 04, 2008

Releituras, quem tem paciência?

No último post comentei sobre a relação que temos com os livros que nos marcam. Isso me fez pensar em outro assunto: o que faz alguém reler um livro?

Tenho a impressão que ler um livro para a maioria das pessoas é um exercício tão cansativo (mesmo entre os que gostam de ler) que desestimula uma releitura.

Levando em consideração outro aspecto, o do prazer provocado, e comparando com outras formas de entretenimento como a música, o vídeo, o cinema... o custo x benefício de ler um livro (e relê-lo) parece pouco atraente.

Ler é um ato mais ativo, mais cansativo, intelectualmente mais desgastante... pro exemplo, entre ler uma história e quadrinhos e assistir um desenho animado o segundo é mais rápido, mais atraente por conta dos movimentos e efeitos, além de menos desgastante: você só precisa receber a informação (nada contra, adoro desenhos animados).

Reler um livro é um ato para quem tem prazer em avaliar a própria percepção diante das situações que lhe estão sendo oferecidas. Para quem gosta de testar e comparar a visão de mundo que tinha e a que tem. Reler é buscar numa história (ou estória) pontos que passaram despercebidos (e ignorar outros).

É engraçado ver como certos trechos, frases, palavras que antes não tinham valor parecem dar uma tapa na sua cara dizendo: acorda! Estou aqui há tempos e você nunca me deu atenção, ora!

Quando você não está mais envolvido com o suspense do que estar por vir (você já conhece todos os acontecimentos daquele livro, lembra?), você agora pode dar atenção à escrita em si. Analisar pensamentos, filosofias, situações. Entender um pouco o escritor. Mesmo que não queira ter esse compromisso, você consegue enxergar os personagens por outros olhos. Você não torce mais para o herói, começa a entender o vilão, um personagem secundário chama sua atenção.

Um livro relido pode oferecer a você novas experiências, novas descobertas. Coisa que dificilmente acontecerá com um filme assistido mais de uma vez ou uma música que você ouve repetidas vezes.

Agora estou relendo O Médico e o Monstro, de Robert Louis Stevenson. E você?

3 comentários:

Sav. disse...

Ah, eu amo fazer releituras. Mas não só pelos motivos que você citou, mas porque quando leio, eu me entrego à história. O mundo criado naquele livro passa a ser também o meu mundo, eu me apaixono por personagens, choro e rio com eles e por eles.
O problema dessa entrega toda é, quando o livro acaba, esse universo me abandona. E quando a saudade bate muito forte, a única maneira de saciá-la é relendo o livro e retornando aquele universo.
É mágico. *.*

Karina disse...

As releituras sempre acrescentam, aprimoram o nosso olhar. No momento estou relendo Saramago - O Ensaio sobre a Cegueira rsrs o próprio livro a cada página mostra o qto somos cegos numa primeira leitura além de outros tipos de cegueira que ele aborda claro!

Gostei do seu blog Ernani e o add no meu blog.
Um abraço
Karina

Jack disse...

É Botinhas, esqueceu o blog de novo. ^^'